quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

Vida de legender - Rang Rasiya


Quando vocês pegam uma legenda bonita e cheirosa num filme para assistir, mal sabem a história tortuosa que pode estar por trás dela. 

Por isso resolvi trazer para vocês mais um quadro para meu querido blog: o Vida de Legender! Contarei para vocês como funciona um pouco da nossa história com as traduções, edições etc. O filme da vez é Rang Rasiya, dirigido por Ketan Mehta e estrelando Randeep Hooda e Nandana Sen, sobre o qual falei nesse post aqui.

Só posso dizer que eu sofri, pessoal. O ser que fez a legenda original - ao qual agradeço imensamente por um lado, pois sem ele eu seria incapaz de assistir ao filme -, apesar da boa vontade de traduzir e legendar, errou nomes o tempo inteiro e traduziu algumas frases muito mal. Não falo Hindi, vocês sabem, mas já são anos acompanhando essa vida, então tenho noção de expressões e sei que algumas estavam erradas. E pior, sei que ele não errou por não saber Hindi (o que é um tanto óbvio, até), mas sim por não saber inglês! Isso é bem comum no mundo das legendas, aliás. O tradutor peca nos seus conhecimentos em inglês. Enfim, mais trabalho para mim.

Suspeito também que o tradutor também fez uma sinopse sobre o filme e a colocou na internet. Minha amiga Jo encontrou-a no imdb e a traduziu para colocar como resumo no Cine Challo. Sinceramente, era de uma misoginia tão grande que queria bater na cara de um! Falava que Sugandha havia destruído a inspiração de Varma na história do filme (!) e o levou a pintar imagens sórdidas em seus quadros (!). Certo, mas o que, dentre isso tudo, me faz pensar que tenha sido o mesmo tradutor que escreveu tamanhos disparates? A pessoa também escrevia o nome do pintor como Raja Ravi Verma, como encontrei na legenda. Quem mais faria isso, se a própria Wikipedia coloca seu nome como Varma? Ah, indianos...

Quanto à tradução do nome do filme, confesso que foi uma das minhas maiores dificuldades. Na verdade, foi um dos meus maiores furos de tradução até hoje. Rang Rasiya, pela Wikipedia, significa Cores da Paixão. Porém, eu acharia muito esquisito, senão brega, deixar "cores da paixããão" ecoando a cada verso de música tocado no filme - e acreditem, toca muito. Geralmente eu entoo em voz alta o que estou traduzindo no ritmo da música condizente para ver se fica decente, e - façam vocês mesmos com a música-tema do filme - "cores da paixão" fica pior que novela mexicana de quinta categoria. 

Numa busca mais a fundo, encontrei que rang significa cor e rasiya é uma palavra para denominar homem de sentimentos fortes, apaixonado, sedento por prazer ou até mesmo um devasso. Não sei se comentei, mas em Mangal Pandey existe uma música chamada Rasiya, cuja tradução foi algo como "canalha". Pois bem. Como trazer isso para o português, e mais, para o tema de um filme? Apaixonado pela cor? Homem das cores? Tarado por cores? Por fim, desisti e deixei como o legender original colocou: pintor.

É... Deixa como está mesmo.

Não foi uma das minhas melhores legendas, admito, tampouco pareceu das mais adequadas, mas... é o que tem pra hoje. Espero que vocês gostem e consigam entender, porque isso é o que importa no final das contas.

6 comentários:

  1. Minha pior experiência com uma legenda assim foi Nuvvostanante Nenoddantana. Legendas de filmes além-Bolly são um horror. Lembro que umas frases nem pareciam ter a ver com o filme, nenhuma frase em inglês estava inserida e além de mal traduzidas, a maioria das frases estava incompleta. Só o amor por aquele filme e pela lindinha da Trisha me manteve na missão.

    Apenas acho que MANO DAS CORES seria a melhor tradução de todos os tempos. E como fã de novelas mexicanas, até que curti "cores da paixão". Achei digno, achei intenso, achei Carlos Daniel.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. GENTE! Como assim você conseguiu traduzir uma legenda com frases incompletas em OUTRO IDIOMA ALÉM DE HINDI? Minha admiração eterna pra você!

      Já sei que legenda vou zoar em seguida, então. Hahahha
      Então, eu achei brega e não gostei. Mas você tá livre pra alterar a legenda se quiser, é nós. HAHAHAH

      Excluir
  2. Vida de legender não é fácil mesmo. Admiração total por vocês alegrarem meus dias ;)

    Raquel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Raquel! <3
      Não é fácil, mas que é divertido, é.

      Excluir
  3. Rang Raiysa é um filme que ainda estou tentando entender na vida... Tô com mais sentimentos negativos do que positivo... E a única coisa que tinha tudo pra ser positiva no fim das contas não foi, a Sugandha. E quanto a perspectiva de um resumo machista... Acredito que também tenha a ver com o romance que o filme foi inspirado, que partiu de uma biografia ficcional...traumático, eu sei.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério? Que você achou do filme? Escreve no seu blog também, quero saber agora!
      Mas achei que o resumo não tinha nada a ver nem mesmo com o filme, por mais machista que tenha sido. Indianos fazendo indianices.

      Excluir

O que achou desse post?